memórias e mosaicos

Estranho passar por um lugar que  continua igual, quando você já não é o mesmo.

Caminhos diferentes fazem com que grandes transformações aconteçam dentro de todos os seres humanos que por eles passam. É esse o processo natural de crescimento e construção dessse grande mosaico chamado existência, ou para os amantes da palavra “vida”.

Caminhos não se resumem em lugares, estar em locais diferentes pode resultar nesse processo ” pó royal”  de crescimento de existência, mas  a simples escolha  ou a  experiência de vida imóvel mas refletida e ousada, ou até memso sofrida,  podem resultar brutal mudança. 

Aquele “sim” (mesmo no lugar de sempre) muda muito.

Mas de volta  ao que era assunto e se dispersou, depois de tanto girar o mundo, está você no velho lugar, tudo continua igual, você não… e aí?

Aí o valor da memória se torna absoluto, o Sol que bate naquele vidro faz dele laranja e disso vem a lembrança do eu que existiu, existe e se transformou. Este fragmento – de local e ser-  é só o que há, 0 ser transcende ao que é material, mas a recordação que daí vem continua…

A verdade é que o crescimento implica em mudança ou andança, dentro ou fora de si ……………….. Só não cresce quem pensa em círculos…………. as memórias se encarregam de enfeitar o lugar que passou, as flores caem muito bem.

Advertisements